Capítulo 33 - GG

( 3 anos e 10 meses...)

(Narração – Zac)

Os últimos três anos tem sido de muita felicidade. Como dizem, os filhos são presente dos céus, e estão certos. Todos os dias, não vejo à hora de sair correndo da empresa e ir ver aqueles dois que tem sido o motivo da minha felicidade. Se pudesse, traria eles para morar comigo. Não creio que Vanessa esteja sendo uma boa influência para eles. Ela arrumou um namorado, um tal de Channing. Não sei por que, mais eu não vou com a cara daquele sujeito... Mas, não sou eu que faço as escolhas dela. Ela quis seguir em frente, e eu não vou me opor. Mas por que não infernizar só um pouquinho a vida dele? Não tenho nada a perder mesmo. Enfim, hoje, dia 18 de outubro. Fazem 4 anos que tenho tido os melhor anos da minha vida. Meus filhos e eu, é claro, fazemos aniversário. Vanessa está preparando uma festa surpresa para eles e estou muito feliz por isso. Significa que ela inda pensa nos filhos dela, não só naquele verme do namorado dela. Mas tanto faz, por que daqui a pouco vou buscar meus filhos e distraí-los enquanto Gina, mamãe, Stella e o resto dos amigos ajudam a arrumar o salão.
Lady, a anfitriã do apartamento, minha amiga, minha companheira desses anos, uma senhora encantadora, bateu na porta.
-Bom dia menino! –Disse entrando no quarto.
-Hum... Bom dia! –Me espreguicei.
-Seus filhos estão na linha querendo falar com você!
-Ah sim, obrigado. –Peguei o telefone do gancho. –Alô?
-Parabéns pra você! Parabéns pra você! Parabéns papai lindo... É... Hum... Greg?! Me ajude aqui! Não me lembro do resto!
-Parabéns papai! Essa menina é muito lenta...
-Não fale assim da sua irmã filho! –Falei contendo o riso.
-Papai? Sabe que dia é hoje? –Amy disse toda animada.
-Não minha filha... Que dia é hoje?
-MEU ANIVERSÁRIO PAPAI!
-Eu sei minha linda! Nosso aniversário na verdade...
-Sim papai! Nosso! E eu queria te abraçar forte agora...
-Ah filha, eu também! Já estou saindo de casa pra ir pegar vocês...
-Nem precisa papai... –Disseram os dois entrando no meu quarto e correndo para cima da cama.
-Ainn que surpresa ótima! –Falei quase esmagando os dois.
-Pa...Papai? Você está me sufocando... –Amy disse entre meus braços.
-Desculpe filha... –Os soltei.
-Papai? Precisamos ter uma conversa! Sabe papai, eu não gosto do Channing... Ele é muito chato! Fica querendo mandar na gente...
-Amy, sua intrometida! Eu disse que eu ia falar com o papai...
-O pai também é meu Greg!
-Mas...
-Papai –O cortou– o negócio é o seguinte, não gosto dele! Quero que você e a mamãe voltem!
-Filha... Não é tão simples assim...
-Claro que é papai! Você não ama ela? –Greg disse meio exaltado.
-O que aquele cara tem feito pra você estar tão chateado, filho?
-Ah papai, ele é mandão. Acha que é nosso pai, fica querendo mandar na Amy...
-Verdade papai. Ele fica mandando eu pegar cerveja pra ele toda hora... Até a vovó já reclamou dele pra mamãe. Mas parece que ela não vê...
-Amy? Me dá licença? Quero conversar com o papai de quase homem, para homem. –Tive que conter a risada de novo. Coloquei a mão na boca para segurar.
-Papai? Injustiça.
-Filha, deixa eu conversar com o seu irmão está bem?
-Tá... –Saiu tristonha.
-Pronto campeão. Estamos sozinhos. Pode falar.
-Eu sei que é feio ficar ouvindo conversa por de trás da porta, mas ainda bem que eu escutei papai. Olha, não faça nada agora do tipo, ligar pra mamãe e brigar com ela por que se não ela é que vai brigar comigo. Papai, o Channing quer colocar a gente num... Num... Esqueci!...É... Intermediário? É isso? Inter... Inter... Ah, não sei papai. Só sei que é na Suíça.
-Suiça?
-É! Ouvi ele e a mamãe conversando sobre mandar eu e a Amy pra lá pra dar ‘’sossego’’ pra eles. Papai? Eu e a Amy atrapalhamos?
-Mais é claro que não! Eu sabia que aquele cara não era boa praça...
-Lembrei! Internato! –Disse levantando o dedo.
-Sim filho, eu sei. E o que mais ele disse?
-Dizer ele não disse, mais nossa papai, de noite, eu tento dormir, mas não consigo! Por que eles fazem muito barulho!
-Barulho? Que tipo de barulho?
-Ah papai, é como se uma porta estivesse batendo toda hora!
-Mais é muita cara de pau mesmo...
-Eu não sei o que são esses barulhos papai...
-Nem queira saber filho... –Fiquei imaginando o quão desrespeitosa Vanessa estava sendo. Pra que existem os motéis? É impressionante...
-E também, às vezes escuto a mamãe fazendo uns sons, como se estivesse com dor e...
-Tá... Já ouvi o bastante filho. Olha, quando for assim, ligue pra mim que eu vou buscar vocês na mesma hora!
-Pode deixar papai!
-Eu vou falar com ele... Agora, deixe eu me arrumar para sairmos! –Meu telefone começou a tocar. Vi o nome de Vanessa no visor. Provavelmente querendo falar sobre a festa. Não deixei Greg ver o nome. –Alô?
-Efron? Ainda está dormindo?
-Ei, calma Dylan! Já estou acordado e as crianças estão aqui.
-Dylan? Não é o Dylan Efron! Sou eu! Vanessa!
-Eu sei Dylan! Eu sei que é você... Greg? Pega a calça pro papai por favor?
-Claro! –Disse indo pegar.
-A ta. Entendi. –Soltou uma risada. –Então, preciso de você aqui! A Stella vai ficar com eles e você vem pra cá!
-E o que eu digo pra eles? –Sussurrei.
-Sei lá! Da seu jeito... Eu quero você aqui uma hora okay? –Desligou.
-Campeão...
-Já sei papai. Você vai ter uma reunião de ultima hora e não vai poder sair com a gente.
-Como sabe? –Falei colocando a calça.
-Quando você fala desse jeito, eu já sei. Bom, por mim tudo bem. Desde que amanhã a gente escale...
-Mais pra mim não está! –Amy disse entrando braba no quarto. –Papai? Você prometeu que a gente ia sair hoje...
-Eu sei filha... Eu sei... Mas é que é uma reunião urgente... Me perdoa vai? –A peguei no colo. –Eu juro que amanhã recompenso vocês!
-Com sorvete?
-Com muito sorvete! –A beijei no rosto.
-Com quem vamos ficar papai?

-Comigo! –Stella disse entrando no quarto. –Ai... Coloca uma camiseta Efron! –Disse colocando a mãe na frente dos olhos. –Seus filhos até vai, agora eu não preciso ficar vendo as suas... Suas... –Arrumei meu cabelo rindo da cara de Stella.
-Gostosuras! –Amy disse com voz de safada.
-Amy!? –Eu e Stella dissemos ao mesmo tempo.
-Ai papai, desculpa haha Mais você é lindão papai! Esses quadradinhos na sua barriga parecem chocolate! –Soltei uma gargalhada.
-Espero vocês lá embaixo... –Saiu rindo.
-Vão! –Falei entre as risadas. –Amanhã pego vocês!

(Uma hora depois...)

-Quem diria hein? Nós dois aqui, arrumando as coisas pro aniversário dos nossos filhos... O seu... “namorado” não liga de estarmos assim, como posso dizer, tão... Juntos?
-Ele sabe que você é o pai dos meus filhos! E você Efron? Namorando?
-Demais... –Peguei uma bexiga e comecei a brincar com ela.
-Sei... –Subiu em uma escada e pude ter a visão perfeita de seu glúteo. Ah... Aquele Glúteo... Que saudades! –Quer parar de olhar pra minha bunda e me de uma bexiga.
-Então... Como está o Rarvy?
-Quem é Rarvy? –Perguntou confusa.
-Seu namorado ué.
-Efron!? O nome dele é Channing.
-Rarvy. –Insisti.
-Channing. O que você tem contra o nome dele? É Channing.
-É Rarvy!
-Por que Rarvy?
-Gosto de Rarvy. Tem um som bacana. Rarvy. Rarvy. Rarvy. –Repeti.
-Tá. Tanto faz. Chame ele do jeito que quiser. Só me ajude a pendurar esses balões.
-Eu não acredito que você me trocou por esse idiota. –Falei baixo.
-Que?
-Nada. Ah, quem não estava faltando, chegou! –Falei com sarcasmo.
-Amor! –Desceu a escada correndo e foi o abraçar.
E aquele verme então só soube dizer:
-Você está linda hoje. –E ela se derreteu. Que nojo.
-Olá Zac! –Disse se voltando para mim enquanto estava abraçado a Vanessa. – Parabéns!
-Poupe-me de sua retórica...
-Só estou sendo simpático.
-Desculpe, mais seu forte não é simpatia.
-Parem vocês dois! Amor, vou ter que ir ali rapidinho! Efron? Se comporte!
-Fale isso pro seu cachorrinho de estimação, não pra mim.
-Ridículo! –Deu um selinho no inútil e saiu.
-Quantos anos mesmo Efron? 40 com corpo de 2?
-Realmente, 26 com corpo de 18, você quis dizer né? –Fechou a cara na hora. –Que foi cara? Por que fechou a cara do nada? Olha, a Vanessa realmente decaiu... Resolveu pegar maternal agora.
-Você se acha o bom né? Se fosse tão bom assim, ela não tinha te largado...
-Ah eu não diria isso... Ela só está relembrando dos tempos de creche. Mais ela já vai acordar Rarvy.
-Rarvy? –Pareceu confuso.
-Sim. Rarvy. Algum problema?
-Pensei que minha mãe tinha me batizado de Channing.
-Gosto de Rarvy. Tem um som bacana. Rarvy.
-Meu nome é Channing, Efron.
-Olha, eu te chamo do jeito que eu bem quiser por que, você não tem moral nenhuma comigo meu querido.  Escuta bem o que eu vou te dizer –Me aproximei dele. –é melhor você pensar suas vezes antes de fazer qualquer coisa com os meus filhos ta? Experimenta, só experimenta mandar eles pra Suíça pra vocês ver o que faço com esse... Sinal de pênis que você tem no meio das pernas ta? Pego e dou pros cachorros comer! Que tal? Bom, se bem, que nem cachorro come carne podre. –Me aproximei mais dele, conseguindo ouvir a respiração acelerada dele. –E isso, vai ser só o começo do que eu vou fazer com você, então, é melhor você se colocar no seu lugar viu Rarvy? –Dei dois tapinhas no rosto dele. –Se cuida Rarvy.








Sei lá, só acho que o Rarvy se meteu no lugar errado! O que vocês acham? shaushuahsauhsuahsuahsauhuahsuahs super me diverti escrevendo esse capítulo! O Zac está meio... Vingativo não? Pois é... Só o começo! Bom, por hoje, é isso! Me digam o que acharam! Bejokas amores  

6 comentários:

Rafaela Diniz disse...

eu não acho que o Zac está sendo vingativo,acho que ele está agindo certo!!!
o que deu na Vanessa??? ela se tornou outra pessoa hein?! mandar os filhos pra Suíça????qual é o problema dela???
espero que ela abra os olhos logo antes que seja tarde demais...
amei o capítulo,posta mais,kisses

• Paula disse...

Kkkkkk...eu ri muito com esse capítulo.
O Zac é hilário e está certo em defender os filhos. Onde já se viu deixar que o Rarvy mande esses dois tesouros para um internato?
Isso mesmo, Zac. Mostra pra ele quem é que manda.
Amei o capítulo.
Posta logo
Bjos

Taty disse...

Ri muito com o Zac...
Rarvy e corpo de 18 kkkk morri *-*
...Fiquei mesmo surpresa com a Vanessa. O que aconteceu com ela?
Curiosa para o próximo
Posta Logooo

Xooooxo

Liriane Melo disse...

Amei o capítulo, mas queria mais
Posta logo
Bjos e abraços

Anônimo disse...

LINDO! Ri muito este capitulo os filhos do Zac e da Vanessa são fantásticos.
A Vanessa só pode estar um bocado maluquinha para ter etas atitude.
Estou ansiosa pelo próximo capitulo.
Beijinhos e posta rápido :)

bia † disse...

eu ri muito com o zac neste capitulo. agora to achando que a vanessa está ficando louca só pode ne? ela está muito diferente, parece mesmo que perdeu o juízo. aff não gostei.o zac tem mesmo que mostrar quem é que manda rsrsrs. adorei o capitulo!


up